30 de Junho

CAERN divulga calendário de abastecimento para o mês de julho em Pau dos Ferros



30 de Junho

RN é o estado com o maior número de professores com dupla jornada

Pesquisa divulgada hoje pelo jornal Folha de São Paulo mostra que o Rio Grande do Norte é o Estado com o maior número de professores com jornada dupla. Mais da metade dos docentes afirmaram ter jornada dupla ou até tripla. Os números foram levantados pelo Inep:

professores-com-jornada-dupla



30 de Junho

Novas medidas do DETRAN acelera resultado das auditorias de 18 cidades do alto oeste

Através da equipe do Detran de Pau dos Ferros/RN foi dado um grande passo para agilizar a auditoria dos processos gerados nos municípios da região. A medida possibilitou a transferência das análises desses documentos para a unidade do Órgão situada na cidade de Pau dos Ferros.

Segundo o Supervisor do Detran, Eduardo Bruno Feitoza, esta nova rotina diminuiu o tempo das auditorias que antes era de até 03 (três) meses, passando agora para no máximo 15 (quinze dias). 

"O procedimento beneficia os usuários que necessitam da emissão do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), o qual concede o direito de tráfego ao automóvel, legalizando sua circulação. E o Certificado de Registro de Veículo (CRV), documento onde todas as características do transporte automotor estão registradas",destacou o novo supervisor.

Eduardo ainda complementou que os municípios de Alexandria, Pilões, João Dias, Tenente Ananias, Marcelino Vieira, Antonio Martins, Patu, Umarizal, Olho d’agua dos Borges, Martins, Messias Targino, Janduís, Campo Grande, Frutuoso Gomes, Rafael Godeiro, Lucrecia, Caraúbas e Almino Afonso serão beneficiados com esta nova forma de trabalho.

Com essa ação, a unidade do DETRAN de Pau dos Ferros passará a dar suporte, também de auditoria e emissão de documentos CRV/CRLV as unidades do órgão das cidades de Alexandria, Patu e São Miguel. 


30 de Junho

Há um sopro de esperança e ação na Polícia Civil do RN


Titular da Diretoria de Polícia do Interior (DPCIN), o delegado Clayton Pinho admite que o sistema de Segurança Pública do RN foi assumido em situação desoladora. Mas há ótimas notícias e alento.

Nem tudo está perdido: há um sopro de esperança e ação. Em conversa, Pinho exalta o destemor e dedicação da secretária da Segurança e Defesa Social, Kalina Leite, nessa operação, além da prioridade imposta pelo governador Robinson Faria (PSD). Os números da deficiência na Polícia Civil ainda assustam, reconhece. Entretanto, “a casa começou a ser arrumada”, diz. Clayton Pinho adianta que 15 picapes S-10 e 120 Gol (1.6) estarão sendo disponibilizados em poucos dias à Polícia Civil.

A restruturação das delegacias passam pela chegada de 400 PC’s (computadores de mesa) e impressoras. Reformas físicas dos prédios começam a ser planejada a partir da capital. Vem por aí outra novidade: implantação gradual e sistêmica do “Inquérito Virtual”, um programa que coloca todas as delegacias em rede, agilizando informações e fechando o cerco à delinquência.

Essa modalidade de software (programa) existe em outros estados, com excelentes resultados. Ele também ilustra que “as diárias estão em dia, estimulando o pessoal”, e novos escrivães, delegados e agentes vão estar prontos no segundo semestre. “Eles passam por curso de formação. São 29 escrivães, 50 delegados e 100 novos agentes”, relata.

Cogita-se outro concurso para 2016, “mas que só terá quantidade de vagas definidas quando avaliarmos as condições do Tesouro, o que é tratado pelo governador, secretária e setores ligados às finanças do Governo”, explica ele. Clayton Pinho evita ufanismo. Pés no chão quanto às dificuldades.

O déficit de profissionais que se ampliou, há vários anos, continua grande “e não será coberto em curto e médio prazos”, avisa. - Precisaríamos de 5.400 integrantes. Hoje, temos cerca de 1.400. É como se a Polícia Civil estivesse em permanente greve – dimensiona.

Por Carlos Santos


30 de Junho

Associação que acolhe 700 animais em Caicó pode ficar sem abrigo

A Associação Caicoense de Proteção aos Animais e Meio Ambiente (Acapam) enfrenta dificuldades relativas à locação do imóvel que serve de sede para a entidade e abriga cerca de 700 animais, dentre os quais, contabilizam­se 500 gatos e 200 cães que foram recolhidos das ruas. Segundo informações fornecidas pela presidente da Acapam, Esmeraldina Maria de Medeiros, o contrato de locação firmado entre o proprietário do imóvel, onde funciona atualmente a sede da associação, e a locatária, terá o prazo expirado em dezembro deste ano.

Não havendo mais por parte do locador interesse em renovar o contrato. Fato que deixa a associação em situação preocupante. “O contrato do aluguel foi feito em fevereiro de 2014 e perdura até dezembro de 2015, mas o proprietário do imóvel já expressou que não tem interesse em renová­lo. Então, estamos já preocupados em conseguir um lugar adequado para alugar e comportar nossos 700 animais”, declarou Esmeraldina.

Fundada em 2011, a Acapam que é constituída por cinco funcionários fixos e colaboradores de alguns segmentos da sociedade local, surgiu da necessidade de prestar assistência ao número considerável de animais abandonados na cidade e que se encontravam em estado de vulnerabilidade. A presidente da entidade foi a idealizadora do projeto, que só tomou forma graças à solidariedade e esforço mútuo e coletivo de muitos caicoenses.

*Defato 



30 de Junho

RN ainda não atingiu meta de vacinação contra a gripe


Após o encerramento da campanha nacional contra a gripe, no último dia 5 de junho, o Ministério da Saúde solicitou aos estados que não atingiram a meta estabelecida de 80%. A campanha nacional foi iniciada no último dia 4 de maio em todo o país e prorrogada pela Saúde por duas oportunidades.

No último levantamento divulgado nesta segunda-feira, 29, mostra que o percentual atingido pelo Rio Grande do Norte ficou em 78,9%. Este percentual representa que 525.941 doses foram aplicadas no estado das 666.642 pessoas que fazem o público-alvo da campanha.

O RN faz parte do grupo que ainda não conseguiu estabelecer a meta. Mais de 60% dos estados brasileiros atingiram a meta até o momento. Ao todo, 16 estados e o Distrito Federal já vacinaram mais de 80% do público-alvo. No Amapá foram 91,5%; Espírito Santo (90,2%); Goiás (89,5%); Paraná (89,2%); Santa Catarina (89%); Distrito Federal (88,3%); Minas Gerais (87%); Rondônia (86,4%); Maranhão (86,1%); Pará (85,8%); Amazonas (85,8%); Tocantins (85,4%); Alagoas (85,1%); Rio Grande do Sul (84%); Paraíba (83,4%); Rio de Janeiro (81,9%); Mato Grosso do Sul (80,8%).

O Balanço do Ministério da Saúde mostra que mais de 41,9 milhões de pessoas já se vacinaram contra a gripe neste ano. O número representa 84,3% do público-alvo, formado por 49,7 milhões de pessoas, consideradas com maior risco de desenvolver complicações causadas pela doença: idosos, gestantes e crianças.

Após o encerramento da campanha nacional, no dia 5 de junho, o Ministério da Saúde recomendou aos estados que não atingiram a meta a continuidade da vacinação. Ficou a cargo de estados e municípios, no entanto, avaliar se já tinham sido esgotadas todas as possibilidades de vacinação dos grupos-alvo. A partir da análise, os estados foram orientados a definir o novo público a ser incluído na campanha, de acordo com as necessidades locais.

Para a campanha deste ano, o Ministério da Saúde adquiriu 54 milhões de doses. A vacina da gripe tem duração de um ano. A definição dos grupos prioritários segue a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), além de ser respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias.



30 de Junho

Cajueiro do Pirangi pode ser desbancada como o maior do mundo



O Cajueiro de Pirangi, no Rio Grande do Norte, poderá perder o trono de maior do mundo para o do estado do Piauí. A informação é da Folha de São Paulo.

Em matéria publicada no site do jornal nesta segunda-feira (29), a Folha reportou que o Cajueiro potiguar tem 8,5 mil metros quadrados e o piauiense "tem alegados 8,8 mil metros quadrados, que ainda carecem de comprovação."

A reportagem informa que o governo de PI contratou um estudo para embasar o pleito de maior cajueiro do mundo. Na contraofensiva, o estado potiguar se mostra confiante na manutenção do título.

"Para garantir, a prefeitura construiu um caramanchão para que a copa da árvore cresça por cima da estrada. O município também estuda desapropriar e demolir casas na região para abrir espaço", destaca trecho da matéria.

Confira a íntegra da reportagem.



30 de Junho

Assembleia Legislativa vai mobilizar para a conquista da transposição

A Tribuna do Norte destaca que Rio Grande do Norte está há quatro anos com chuvas escassas e essa seca prolongada tem implicações não só nas dificuldades de abastecimento de água, que atingem a maioria dos municípios, mas também provoca uma grave crise econômica na produção agrícola e pecuária do Estado. “A seca vem se arrastando há muito tempo, são quatro anos acabando com o ativo produtivo do Estado e da região”, afirma o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira de Souza, ao fazer um diagnóstico sobre a estiagem de 1.500 dias.

Com o Rio Grande do Norte nessa situação, Ezequiel Ferreira afirma que cabe à Assembleia Legislativa mobilizar a classe política, as lideranças e a população para ir em busca de ações que possam enfrentar essa situação, não com medidas paliativas, mas com projetos estruturantes de recursos hídricos. E, para esse enfrentamento, o presidente da Assembleia defende uma mobilização regional.



30 de Junho

Garoto de 11 anos foi encontrado morto na zona rural de Jucurutu

jeffersonA Polícia Militar de Jucurutu informou em sua página na internet que localizou nesta segunda-feira (29), por volta das 21h, o corpo do menino Jéfferson Rocha de Medeiros, de 11 anos, que estava desaparecido desde o início da manhã. Ele foi encontrado sem vida, em meio a um capim no sítio Porcino, naquele município.

Jéfferson estava, desde a noite do domingo (28), na casa de amigos naquela localidade, que fica vizinha ao distrito de Boi Selado. Por volta das sete horas, o menino teria montado um cavalo e saiu para arrebanhar o gado da propriedade, mas acabou desaparecido. Foram encontrados apenas suas sandálias e o cavalo, sem o cabresto que carregava na cabeça.

Durante toda a tarde e parte da noite família, amigos e moradores das redondezas procuraram por Jéfferson, mas não viram vestígios. Só horas depois, a criança foi localizada, infelizmente sem vida. Em suas mãos, ela segurava o cabresto do animal. A principal suspeita é de que Jéfferson tenha sido vítima de afogamento. No entanto, caberá ao Itep determinar a causa da morte.



30 de Junho

Deputados votam hoje PEC da redução da maioridade penal

A sessão de hoje na Câmara dos Deputados terá debates acirrados. A principal pauta do dia no plenário será a redução da maioridade penal, na forma da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93. Para ser aprovado e ir ao Senado, o texto precisa de, pelo menos, 308 votos favoráveis - três quintos do total de parlamentares. Com relatoria do deputado federal Laerte Bessa (PR-DF), a PEC passou pela aprovação das comissões especial e de cidadania e justiça. A decisão no Congresso é final. Portanto, não há possibilidade de veto da presidente Dilma Rousseff (PT), que já se declarou contra a medida. No entanto, há uma ação de inconstitucionalidade da matéria no Supremo Tribunal Federal (STF).

A proposta prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos em casos de crimes hediondos, roubo qualificado e lesão seguida de morte. Os jovens seriam julgados como adultos, mas cumpririam pena em cárceres especiais.Há possibilidade de alteração dos termos da proposta no Senado. Os senadores tucanos José Serra e Aloysio Nunes apresentaram planos alternativos ao que se tem discutido na Câmara.

O governo é simpático ao projeto de Serra, que não altera a Constituição. Em vez disso, faz modificações no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), aumentando a punição máxima de três para dez anos. Já Nunes, sugere que a maioridade seja flexível e que promotores e juízes da infância avaliem cada caso.

De acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, se não acabar a votação hoje, o tema continua “na quarta, na quinta, até acabar”. “Depois da PEC da maioridade penal, tenho de votar a PEC da reforma política em segundo turno”, acrescentou. Desde que foi eleito presidente da Câmara, Cunha defende a votação da proposta, em tramitação há mais de 20 anos. (Com informações da Agêcia Brasil)



30 de Junho

Maioria dos deputados federais potiguares votará a favor da redução da maioridade penal

deputadosfederais

Prevista para acontecer hoje (30), a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos, em casos de crimes hediondos, terá apoio da maioria da bancada potiguar: Rogério Marinho (PSDB), Felipe Maia (DEM), Fábio Faria (PSD), Beto Rosado (PP) e Antônio Jácome (PMN).

Zenaide Maia (PR) e Rafael Motta (PROS) são contrários à alteração. Walter Alves (PMDB) ainda não se manifestou oficialmente sobre a votação para hoje.



30 de Junho

Aneel simplifica contratação de uso do sistema de transmissão de energia

Resolução publicada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no Diário Oficial da União consolida regras para contratação do uso do sistema de transmissão em suas diversas formas: caráter permanente, flexível, temporário ou de reserva de capacidade. O documento detalha também questões relativas à forma como os encargos serão pagos pelos usuários.

De acordo com a Aneel, o regulamento proposto garante aos usuários do sistema de transmissão sinalização mais adequada sobre custos associados ao acesso e alocação de recursos, além de tornar eficiente a contratação do uso do sistema de transmissão.

Para isso, três premissas foram consideradas. A primeira reúne em uma mesma resolução as regras de contratação do uso do sistema de transmissão e do uso das instalações de transmissão de energia elétrica destinadas a interligações internacionais. A segunda cobra encargos de transmissão com base na energia medida, acompanhando a remuneração do importador/exportador tanto pelo uso do sistema de transmissão quanto pelo das instalações de transmissão de energia elétrica destinadas a interligações internacionais. A terceira coincide o período de contratação – do uso do sistema de transmissão e das instalações de transmissão de energia elétrica destinadas a interligações internacionais – com o de outorga para importação e exportação.

Segundo a Aneel não haverá reflexos imediatos para o cidadão. Para agentes do setor, a principal vantagem será a simplificação da estrutura normativa. Conforme a resolução, mais facilidades surgirão para que o desenvolvimento da transmissão ganhe agilidade e dê mais confiabilidade e segurança ao sistema.

Para a agência, a resolução torna a regulamentação mais clara e agrupada, sem deixar de manter as especificidades de cada área do setor de transmissão. A Aneel informou que o destaque serão os ganhos de sinergia, uma vez que a principal característica da resolução é condensar regras esparsas em um único normativo.



29 de Junho

Seca deve se estender por mais um ano no Rio Grande do Norte

Gargalheiras em Acari - Foto: Eduardo Maia / NJ

A seca que aflige o Rio Grande do Norte desde 2012 vai se estender por mais um ano. De acordo com informações da Secretaria Estadual de Recursos Hídricos (Semarh), as chuvas devem continuar escassas até o primeiro semestre de 2016. O reflexo será a redução ainda maior do volume das bacias hídricas potiguares. Hoje, dos 46 reservatórios existentes, 19 já alcançaram o volume morto.

O secretário estadual de Recursos Hídricos, José Mairton França, considera delicada a situação das seis bacias hidrográficas potiguares. Todas estão abaixo dos 30% de reserva total. “Não tivemos recargas este ano e nem mesmo no ano passado. A tendência é que a situação seja a mesma no próximo ano, mas estamos torcendo pela chuva e recuperação dos reservatórios”, afirma.

Leia a matéria completa do Novo Jornal



29 de Junho

Municípios potiguares tiveram alterações nos limites territoriais

Sete municípios do Rio Grande do Norte tiveram alterações promovidas nos limites territoriais para o cálculo das Estimativas Populacionais de 2014, informa o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira, 26. Houve alterações nos municípios de Caiçara do Norte, Caraúbas, Jandaíra, Parazinho, Santana do Matos, Tenente Laurentino Cruz e Upanema.

Segundo o órgão, os mapas refletem mudanças na legislação, alterando os limites municipais, decisões judiciais (Liminares e Mandados) e ajustes cartográficos comunicados oficialmente ao IBGE no âmbito de convênios mantidos com órgãos estaduais.

Além do RN, houve alterações na Bahia (113), Piauí (17), Alagoas (16), Minas Gerais (14), Pernambuco (13), Maranhão (10), Rio Grande do Sul (10), Espírito Santo (2), Mato Grosso (2) e Paraíba (2). Cada alteração envolve no mínimo dois municípios.

Essas alterações territoriais foram encaminhadas ao IBGE até 30 de abril de 2014 e incorporadas à metodologia das Estimativas Populacionais de 2014 enviadas ao Tribunal de Contas da União em 31 de outubro de 2014.



29 de Junho

No Ano Internacional da Luz, 1,5 bilhão de pessoas vivem no escuro pelo mundo

O Ano Internacional da Luz, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para sensibilizar os governos do mundo para um fato grave, será comemorado ao longo de 2015. De acordo com a ONU, apesar de todos os avanços científicos da humanidade, 1,5 bilhão de pessoas ainda vivem sem energia elétrica no mundo.

Os desdobramentos do problema são muitos, entre eles a impossibilidade de estudar à noite, dificuldade de acesso à informação, desperdício de comida por falta de geladeira e insegurança. Segundo a Unesco, a prática cultural no continente africano de usar querosene como combustível para lamparinas mata 1,5 milhões de pessoas por ano e é uma das principais causas de problemas respiratórios em milhões de moradores da região.

No Brasil, há 12 anos o governo tenta universalizar o acesso à energia elétrica por meio do programa Luz para Todos. Entretanto, boa parte da população continua sem luz. Segundo o diretor do programa, Aurélio Pavão, do Ministério de Minas e Energia, cerca de 190 mil famílias brasileiras ainda vivem sem energia, a maior parte na zona rural.

Para o diretor, o avanço foi significativo desde 2002, quando o ministério estimou que 10 milhões de pessoas, cerca de 2 milhões de moradias, não tinham luz no país. “Em maio de 2009, o programa cumpriu a meta dos 10 milhões. À medida que avançamos, identificamos novas famílias e novos domicílios no meio rural que também precisavam de energia. O programa já levou energia a 15,5 milhões de pessoas”, esclareceu Pavão.

Ele explicou que são três as razões para a construção de muitas novas casas no país nos últimos anos. “O crescimento econômico, que gerou mais construções nas propriedades familiares, retorno de muitas famílias ao campo e os programas de assistência social, como Bolsa Família, que incrementou a renda das famílias."



29 de Junho

Câmara dos Deputados pode votar na terça-feira PEC que reduz maioridade penal

A proposta de redução da maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes hediondos, homicídio e roubo qualificado é o destaque da pauta do Plenário da Câmara dos Deputados a partir de terça-feira (30).

Entre os crimes classificados como hediondos estão estupro, latrocínio e homicídio qualificado (quando há agravantes) e roubo agravado (quando há sequestro ou participação de dois ou mais criminosos, entre outras circunstâncias).

Segundo a proposta (PEC 171/93), o adolescente também poderá ser considerado imputável (pode receber pena) em crimes de lesão corporal grave ou lesão corporal seguida de morte.

A pena dos adolescentes será cumprida em estabelecimento separado dos maiores de 18 anos e dos menores inimputáveis.

A proposta foi aprovada no último dia 17 na comissão especial, na forma do relatório do deputado Laerte Bessa (PR-DF). Ele incluiu dispositivo sugerido pelo deputado Weverton Rocha (PDT-MA) para aperfeiçoar a estrutura do sistema socioeducativo e proibir a retenção de recursos (contingenciamento) destinados ao atendimento socioeducativo e à ressocialização.

Debate acirrado
O debate em Plenário promete ser grande, com manifestações marcadas para terça-feira, em Brasília. Contra o projeto se manifestaram diversas associações da sociedade civil, como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB); Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude (ABMP); Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef); Fundação Abrinq; Human Rights Watch; e Instituto Brasileiro de Ciências Criminais; entre outros.

Entretanto, segundo pesquisa do Datafolha, 87% da população brasileira é a favor da redução da idade penal. Na comissão especial, foram 21 votos a favor da proposta de emenda à Constituição e 6 contra. 




29 de Junho

Dívidas em atraso crescem em todas as regiões brasileiras, mostra SPC

No último mês de maio, o indicador regional de inadimplência do consumidor calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) registrou crescimento na quantidade de dívidas atrasadas em todas as regiões brasileiras. As regiões Norte, Centro-Oeste e Nordeste apresentaram crescimentos mais expressivos - de 7,81%, 7,03% e 6,86% respectivamente - se comparados à média nacional (6,70%), na base anual de comparação, ou seja, frente à maio do ano passado. Já as regiões Sudeste (6,09%) e Sul (6,06%) registraram percentuais menos elevados no crescimento de dividas não pagas.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, explica que o fato de as cinco regiões apresentarem crescimento no volume de dívidas não pagas corrobora a desaceleração da atividade econômica do país em conjunto com a piora dos indicadores macroeconômicos, o que reflete na capacidade de pagamento dos consumidores. "Fatores como a alta dos preços, o aumento do desemprego e as taxas de juros em patamares elevados devem apertar ainda mais o orçamento dos consumidores e manter as variações da inadimplência positivas até o fim do ano", afirma a economista.

Dívidas por setor

Na comparação com maio do ano passado, o segmento de Água e Luz foi o setor que apresentou as variações mais acentuadas de dividas em atraso em duas das cinco regiões avaliadas pelo SPC Brasil: Centro Oeste, com alta de 29,18% e Sudeste, com crescimento de 17,49%. "O crescimento da inadimplência observado no segmento de serviços básicos em algumas regiões se explica pelo fato de que mais companhias de água e luz passaram a utilizar a negativação de CPFs como forma de recuperar pendências financeiras de seus consumidores, antes mesmo de realizar os cortes no fornecimento do serviço", analisa Marcela.

Já no Norte e Nordeste, destacaram-se as variações das pendências de serviços de comunicação, como telefonia móvel e fixa, TV por assinatura e internet, com crescimento de 37,35% e 19,38%, respectivamente. "Os chamados 'combos', que unem internet, telefone e TV por assinatura, têm se popularizado no Brasil, mas muitos consumidores ainda não se planejam financeiramente para lidar com essas despesas e a quantidade de atrasos tem sido cada vez maior em várias partes do país", explica a economista.

O crescimento das dívidas bancárias, que englobam cartão de crédito, financiamentos, empréstimos e seguros, foi mais expressivo na região Sul (11,39%), enquanto a alta dos atrasos no comércio se destaca no Centro-Oeste (2,70%).

ImageProxy.mvc

Sudeste concentra mais inadimplentes

De acordo com os economistas do SPC Brasil, a participação de cada região no total de dívidas no país tem relação direta com a representatividade da região junto a população brasileira como um todo. A região sudeste, que responde pela maior parte do PIB e se destaca pela alta concentração populacional, é quem detém a maior fatia do número total de consumidores inadimplentes no país: 39,95%. Em seguida surgem as regiões Nordeste (25.94%), Sul (12,95%), Norte (8,84%) e Centro-Oeste (7,78%) no ranking de participação.



29 de Junho

Número de empresas inadimplentes aumenta 8,33% em maio na variação anual

O volume de empresas com dívidas atrasadas registrou a terceira aceleração consecutiva em maio. De acordo com o indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), a quantidade de empresas inadimplentes apresentou crescimento de 8,33% em maio de 2015 na comparação com o mesmo mês do ano passado. A alta é a maior desde julho de 2013 e representa uma aceleração da inadimplência com relação aos números do início do ano quando o indicador oscilava em torno dos 6%.

Na comparação com o mês anterior, o indicador cresceu 1,41% em maio de 2015. Para os especialistas, esse avanço da inadimplência das empresas é reflexo da piora do cenário macroeconômico, que afeta a capacidade de pagamento das famílias e das empresas. A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, explica que a dificuldade dos empresários em manter os compromissos financeiros em dia está relacionada à atual conjuntura econômica de baixo crescimento, quedas da produção industrial, além da elevada inflação e altas taxas juros: "O resultado reflete um cenário econômico com menor atividade da economia e maior restrição ao crédito, ambos fatores que afetam a capacidade de pagamento tanto das famílias como das empresas."

 

Destaque: dívidas entre 3 e 6 meses

A abertura dos dados por tempo de atraso das dívidas revela que, em maio, o número de devedores cresceu em todas as faixas, como reflexo da queda da recuperação de crédito e da entrada de novos inadimplentes. O principal destaque do indicador são as empresas com dívidas em atraso entre 91 e 180 dias que cresceram 14,82%, além da alta anual de 13,89% verificada nas dívidas em atraso entre 3 e 5 anos.

 

Nordeste tem maior alta na variação anual

Também houve aumento no número de empresas devedoras nas cinco regiões do Brasil, na comparação com maio de 2014: o Nordeste e Sudeste lideraram a alta, com variação de 8,27% e 8,15%, respectivamente; e a região Sul registrou o menor crescimento, de 4,89%.



29 de Junho

Selecionados no ProUni tem até hoje para comprovar informações

Hoje (29) é o último dia para os estudantes pré-selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) comprovarem nas instituições de ensino as informações prestadas no momento da inscrição. A perda do prazo ou a não comprovação das informações resultam na reprovação do candidato. O resultado da primeira chamada foi divulgado no site do ProUni dia 22 de junho.

É responsabilidade do estudante verificar com as instituições de educação superior os horários e local onde deve comparecer. Entre os documentos a serem apresentados estão identidade, comprovantes de residência, rendimento dos estudantes e de integrantes do grupo familiar, além de comprovante conclusão do ensino médio. O resultado da segunda chamada será divulgado dia 6 de julho. Quem não for pré-selecionado em nenhuma das chamadas, pode participar da lista de espera a partir de 17 de julho.



28 de Junho

Prefeitura de Rafael Fernandes realizou, com sucesso, o "Arraiá da SEMAS"

Aconteceu na noite desta sexta-feira, 26, mais uma grande realização da Prefeitura de Rafael Fernandes, com os shows de André Luví e Fernando Farias, o "Arraiá da SEMAS".

O evento foi realizado pela Prefeitura de Rafael Fernandes, através da Secretaria de Assistência Social.

Acompanhe alguns clicks deste evento que foi marcado por um grande público.

 



28 de Junho

RN enfrenta pior seca dos últimos 100 anos, diz Emparn



Dos 167 municípios do Rio Grande do Norte 153 estão em estado de calamidade pública por causa da seca. Vinte cidades estão passando por rodízio no abastecimento de água e nove estão em colapso - com o abastecimento completamente suspenso por parte da Companhia de Águas Esgotos do Rio Grande do Norte. De acordo com a Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn), o atual período de seca é o pior no RN desde 1911 quando a instituição começou o monitoramento pluviométrico no estado.

“Esse período de seca começou em 2012. De lá pra cá a chuva não foi suficiente para recuperar o nível dos reservatórios”, explicou o meteorologista Gilmar Bistrot. Segundo ele, a média de chuva para o RN é de 700 milímetros por ano. Em 2012, choveu 300 mm – menos de 50% da média. Em 2013, choveu 600 mm. No ano seguinte, 500 mm. Em 2015, choveu em média 400 mm no interior do estado e o período chuvoso já acabou. “Em todos esses anos o índice de chuvas ficou abaixo da média. A consequência maior que se observa é a condição de reserva hídrica que se exauriu rapidamente”, disse Gilmar Bistrot.

Na última semana, o governo do estado instituiu um gabinete de gestão integrada de recursos hídricos para garantir a continuidade do abastecimento nas áreas mais afetadas pela estiagem. Na primeira reunião do comitê realizada no dia 18 de junho o secretário estadual de Recursos Hídricos afirmou que a prioridade no momento é garantir o abastecimento humano. “Infelizmente alguns sistemas de irrigação já foram restritos só para a noite, mas é porque nesse momento nossa prioridade é o consumo humano".

O nível dos reservatórios do estado é preocupante. A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do estado, tem capacidade para 2,4 bilhões de metros cúbicos e está com apenas 681 mil metros cúbicos de água, o que representa 28,38% da capacidade total. Uma resolução da conjunta da Agência Nacional de Águas (ANA) com o Instituto de Gestão de Águas do RN (Igarn) fixou a data de 1º de julho para que seja suspenso o uso da água da bacia Piranhas-Açu para fins de irrigação. A resolução foi publicada na última sexta-feira (19) no Diário Oficial da União e tem como objetivo garantir o abastecimento humano e a preservação dos mananciais.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do RN, José Álvares Vieira, a situação é “desesperadora”. “Nós saímos do patamar de preocupação e entramos no patamar do desespero. É muito fácil dar uma canetada proibindo a retirada de água para irrigação, mas ninguém se preocupa com a situação do produtor. Claro que soluções para a garantia de água são importantes, mas também é preciso salvar os produtores rurais”, disse.

Segundo ele, os prejuízos causados pela seca são incalculáveis. “Não dá pra mensurar com exatidão o verdadeiro prejuízo porque o prejuízo é permanente. Mas nesses três anos de seca nós já tivemos perda de 90% na produção do mel e da castanha, perda de 50% na produção de carne e leite, a fruticultura irrigada teve perda de 10% da produção, e essas perdas estão aumentando”, disse.

Colapso

O G1 fez séries de matérias sobre a seca no estado em 2013 e 2014. A cidade de Carnaúba dos Dantas já estava em colapso no ano de 2013. Faltava água para as necessidades mais básicas como tomar um banho. À época, a produtora de vendas Robéria Danielle Dantas, de 27 anos, contou que já não sabia mais como era um banho de chuveiro. "Não sei mais o que é tomar um banho decente. Há dois anos, só tomo banho de cuia", disse.

A situação continua a mesma na cidade. Carnaúba dos Dantas é uma das nove cidades que estão em colapso, ou seja, com o abastecimento de água por parte da Caern completamente paralisado. Nestes casos, de acordo com a Caern, a prefeitura de cada cidade assume o abastecimento da população, normalmente, por meio de carros-pipa. Ao todo, nove cidades estão nesta situação. No Alto Oeste, o colapso atinge Antônio Martins,João Dias, Luís Gomes,Paraná, Pilões, Riacho de Santana, São Miguel e Tenente Ananias.


28 de Junho

Caern orienta sobre como evitar aumento do consumo de água

As férias estão se aproximando e muitas famílias optam por viajar para aproveitar o tempo da melhor forma possível. Para os que ficam em casa, é também durante esse período que o consumo de água tende a aumentar. Antes de curtir as férias, é necessário adotar alguns cuidados para economizar água para não ter surpresas desagradáveis com a chegada da conta d’água no final desse período, e também para evitar o desperdício.

Pensando nisso, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), por meio da Gerência de Qualidade do Produto e Meio Ambiente(GQM),divulga algumas dicas para orientar no consumo consciente não só nessa época, mas em qualquer período do ano. O desperdício de água deve ser combatido não só no período de férias escolares em que o consumo cresce, mas todo o tempo. Com pequenas atitudes, é possível economizar e garantir a diversão. Confira algumas dicas:

Uma das maneiras de economizar é fazer a manutenção adequada do sistema hidráulico do imóvel, pois, muitas vezes, um pequeno vazamento na torneira da pia ou do banheiro já é suficiente para aumentar consideravelmente o consumo de água. Outra forma de poupar água é escolher produtos ou peças que disponíveis no mercado para diminuir o fluxo de água, como por exemplo, um chuveiro com jato leve;

Outra dica é evitar banhos demorados. É nessa época que as brincadeiras com água se tornam mais comuns e, consequentemente, aumenta o valor da conta. É necessário que os pais ensinem sobre o uso correto de água, orientando-os para mostrar que minutos no chuveiro são suficientes para um bom banho;



28 de Junho

Repasse que será depositado no dia 30 representa um aumento de 11,88%

Na próxima terça-feira, 30 de junho, estará disponível para as prefeituras o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao terceiro decêndio do mês de junho. O valor a ser depositado será de R$ 1,548 bilhão, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Em valores brutos, o montante é de R$ 1,936 bilhão.

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) aponta que no comparativo com o terceiro decêndio do ano passado houve uma expansão de 28,35%. O cálculo é em termos reais, ou seja, leva em conta a inflação. Durante este mês de junho, os decêndios somaram R$ 6,982 bilhões, enquanto que no mesmo período de 2015 o acumulado foi de R$ 6,240 bilhões. O que, em termos reais, representa um aumento de 11,88% para junho.



28 de Junho

Caern estará de plantão neste fim de semana prolongado

Como acontece tradicionalmente, o dia de São Pedro, segunda-feira (29), é ponto facultativo nos órgãos públicos e empresas ligadas à administração direta e indireta do Rio Grande do Norte, conforme decreto assinado pelo governador do Estado, Robinson Faria. Inserida nesse grupo, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) manterá apenas o funcionamento dos serviços essenciais e equipes de plantão para atender demandas durante todo o fim de semana prolongado, em Natal e interior.

 

Na maior cidade da região Oeste do Estado, Mossoró, a companhia vai ter cinco equipes de plantão formadas por eletromecânicos, operadores e engenheiros que durante os três dias se revezarão no atendimento às emergências de água e esgotos, em Mossoró e cidades circunvizinhas. 

Os clientes poderão solicitar os serviços ligando gratuitamente para o fone 115, no horário das 06h às 18h ou para 3315-4600.

Interior

 

 

O engenheiro da Caern na região do Alto Oeste do Estado Anderson Araújo de Souza informou que vai manter equipes de operadores e eletromecânicos em regime de plantão na sede em Pau dos Ferros. Os clientes poderão ligar para 3351-9069 e solicitar o serviço nos casos de urgência. 

Nas demais cidades da região, mesmo com escritório fechado, trabalhadores ficarão de sobreaviso para realizar consertos em tubulações e desobstruções em redes de esgotos. De acordo com Anderson, essa região possui nove sistemas de abastecimento em colapso por causa da falta d’água nos mananciais.



28 de Junho

PF prende foragido de Alcaçuz suspeito de assaltos a Correios do RN

Tiago Batista Coelho confessou ter fugido de Alcaçuz por meio de um túnel no dia 6 de abril (Foto: Divulgação/PF)
A Polícia Federal prendeu um foragido da Penitenciária Estadual de Alcaçuz suspeito de praticar assaltos contra agências dos Correios no RN. Tiago Batista Coelho, de 31 anos, foi capturado com uma pistola e um carro clonado no interior de um estabelecimento comercial da Zona Sul de Natal.

De acordo com uma nota emitida pela assessoria de comunicação da PF, Tiago estava sendo investigado há mais de um mês pela Delegacia de Repressão a Crimes contra o Patrimônio e ao Tráfico de Armas (Delepat), pela prática de assaltos em série contra agências dos Correios.

Tiago foi capturado em um supermercado da Zona Sul de Natal enquanto fazia compras. Agentes da Polícia Federal o conduziram até o carro em que ele estava em posse e encontraram uma pistola embaixo do banco. Após receber voz de prisão, Tiago foi conduzido até a superintendência da PF.


Blog do JP - Rio Grande do Norte
Todos os Direitos Reservados.
Os textos e as imagens deste site são de uso exclusivo do site blogdojp.com.br, não podendo ser usadas ou copiadas sem autorização, estando protegidos pela Lei de Direitos Autorais, seu uso indevido é considerado crime.